NOTÍCIA

Mês Missionário Extraordinário

terça-feira, 01 de outubro de 2019
Reflexão: Mês Missionário Extraordinário

Em 22 de outubro de 2017, celebrando o Dia Mundial das Missões, o Papa Francisco anunciou para toda a Igreja a sua intenção de realizar um Mês Missionário Extraordinário, em outubro de 2019, para celebrar os 100 anos da Carta Apostólica Maximum Illud, publicada pelo Papa Bento XV, em 1919. Com a intenção de reavivar a consciência batismal do Povo de Deus em relação à missão da Igreja, Francisco escolheu para o Mês Missionário Extraordinário o tema “Batizados e enviados: a Igreja de Cristo em missão no mundo”.

O objetivo deste mês é despertar nos cristãos a consciência e o desejo de deixar sua terra e ir servir a Deus em outros países e continentes, mas também o de impulsionar a transformação missionária da vida e da pastoral nas paróquias e comunidades. Segundo o Comitê da Conferência Episcopal Latino-Americana (CELAM), trata-se de “pôr a missão de Jesus no coração da Igreja, transformando-a em critério para medir a eficácia de suas estruturas, os resultados de seu trabalho, a fecundidade de seus ministros e a alegria que eles são capazes de suscitar. Porque sem alegria não se atrai ninguém”.

Com certeza, este pedido do Papa Francisco norteará as programações de muitas ações pastorais da Igreja Católica em 2019. Aqui no Brasil, a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) nomeou um grupo de trabalho para pensar e fazer propostas para todas as organizações de Igreja. A ideia central neste processo de preparação é inserir dentro da programação ordinária e habitual das Igrejas locais a temática e o espírito do Mês Missionário Extraordinário, visando a conversão pastoral missionária. Será uma ocasião para despertar, animar e não cansar as comunidades.

Na carta de motivação e convocação para o Mês Missionário Extraordinário, o Papa Francisco destaca 6 dimensões para as ações concretas a serem definidas. A partir dessas dimensões, o grupo de trabalho está propondo as seguintes ações:

1. Encontro: Destacar a centralidade da pessoa e missão de Jesus Cristo. A missão nasce do encontro com Jesus, que dá novo horizonte à vida (Documento de Aparecida, 29). O encontro com Jesus Cristo vivo em sua Igreja é pessoal: Eucaristia, Palavra de Deus, oração.

2. Testemunho e vivências: Valorizar os padroeiros da missão, Santa Teresinha e São Francisco Xavier, e o testemunho dos santos e santas, mártires da missão e confessores da fé, expressão das Igrejas dispersas em todo o mundo.

3. Formativa: Reflexão sobre a identidade missionária de todo o povo de Deus.

4. Caridade missionária: Atenção aos povos da Amazônia legal, com suas realidades. Promover a coleta missionária e valorizar ações concretas de compromisso com os mais pobres. Promover visitas missionárias.

5. Cooperação: Enviar missionários para outros países e para a Amazônia.

6. Celebrativa: Abertura nacional do Mês Missionário Extraordinário no dia 02/10/19, em cada Igreja Particular; valorizar o Dia Mundial das Missões, com a vigília que antecede, no dia 19/10/19.

Fonte: Pe. João Batista de Almeida
 
Facebook Twitter WhatsApp
(46) 3536-1252
Rua Paraná, 740, Centro Sul
85660-000 - Dois Vizinhos - Paraná
paroquiaimaculadadv@gmail.com

© 2021 Paróquia Imaculada Conceição - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Grupo Mar Virtual